CF: Contrassenso (Thalita R)

em terça-feira, 18 de outubro de 2016 |

Olá, amora!
Aqui está sua crítica! Espero que goste!
Sua fanfiction estava na minha lista de favoritos, devido a uma divulgação no meu livro de vistas. Agora li os três primeiros capítulo e prometo terminar quando puder!
Você está indo bem, persista!
Boa sorte com a fanfic.

Lembrando que nada dito aqui tem como intuito de ofende-la!


Já te falaram que a ambição é uma maldição. Quanto mais você tem, mais você quer? Não? Pois será assim que iremos definir a vida de Justin Bieber e Anastacia Miller. Ela era inocente até chegar a Los Angeles e se envolver com Justin e a máfia, eles jorravam fogo por onde passavam, ela se importava com o dinheiro e ele apenas queria o poder. Isto é um ótimo caminho para o inferno e um começo para o que virá pela frente.

Aparência (Capa + Sinopse) : 3,0
Capa (1,5)
Ultimamente tenho preferido ler a fanfic antes de encarar a avaliação de capa — a parte que menos domínio, para ser honesta —, assim consigo relacioná-la com e história.
Entretanto a sua capa relaciona-se muitíssimo bem com a sinopse e sequer é preciso ler a história para saber que combinam. Esse efeito, que acredito ser queimado, nas bordas ficou genial assim como o fundo. Essa cor quente é bem também me faz lembrar combustão, novamente, a combinação é perfeita.
Eu, particularmente, não gostei muito da foto dela. Tenho a impressão de que ela ficou um pouco solta ali na capa, como se não fizesse parte daquilo. 
Nota: 1,2

Sinopse (1,5)
Apesar da sua sinopse estar com um tamanho que considero reduzido para esse tipo de texto, ela está muito interessante. Ela me desperta uma vontadezinha de ler a fanfic. entretanto, apenas lendo a sinopse sua história me parece clichê, mas isso é algo para ser comentado em outro quesito, certo? 
Gostei da maneira como sua escrita é leve e de fácil compreensão. Esse fato é bacana, porque qualquer leitor consegue ler e entender sua história perfeitamente bem. Eu sei do que sua história vai tratar apenas lendo o trecho, o que é o objetivo de se ter uma sinopse. 
Nota: 1,4
Aparência: 2,6
Ortografia (4,0)
“–– A mamãe vai mas volta…”
“— A mamãe vai, mas volta…”

“... segurança fique abandonada por muito tempo”
“... segurança fique abandonada por muito tempo.”

“... ela costumava mantê lo encaracolado.”
“... ela costumava mantê-lo encaracolado.”

“— Que legal Joseph, obrigada…”
“— Que legal, Joseph, obrigada…”

“Nunca sai do bairro em que..”
“Nunca saí do bairro em que..”

“... — Respondo com se fosse óbvio.”
“... — Respondo como se fosse óbvio.”

“... não sei que você é mas se mandaram…”
“... não sei que você é, mas se mandaram…”

“ — Então porque trabalha pra ele?”
“ — Então por que trabalha pra ele?”

“— Aliás me chame se Stacy.”
“— Aliás me chame de Stacy.”

“... não estou nem aí se m dia minas artérias entupirem.”
“... não estou nem aí se um dia minhas artérias entupirem.”

“Mas eu vou tentar trazê lo para cá o mais rápido possível.”
“Mas eu vou tentar trazê-lo para cá o mais rápido possível.”

“Por quê qualquer um ia…”
“Por que qualquer um ia…”

“— Mas me fala uma coisa, por quê você…”
“— Mas me fala uma coisa, por que você…”

“— Me mantem informado…”
“— Me mantém informado…”

Notei muita ausência de pontuação, como no erro listado acima em negrito, no fim de falas. É preciso pontuar! Não pontua-se quando após o segundo travessão vier um verbo, independente do tempo, como : dizer, falar, responder, questionar, entre outros do mesmo tipo. Quando for o fim mesmo da fala, precisa pontuar, assim como se após o segundo travessão vier uma ação como no exemplo abaixo.

— Essa é Olivia. — Ela me puxou para seu lado. — Ela é irmã do Matt.

Eu não listei acima, mas foram muitas vezes onde você não colocou vírgula antes do “mas”. Tome cuidado! O “mas”, assim como outras conjunções adversativas, precisa ser antecedido por vírgula. 
No quinto parágrafo do capítulo dois, contei cinco vezes o pronome “eu”. Não deixe que isso vire algo frequente. Os pronomes devem ser utilizados justamente para não repetir palavras. Omita-os ou  troque por sinônimos. 
Sobre suas falas: eu não consegui identificar o sinal que usa nas falas. Tive a impressão de que os travessões que utilizava eram menores do que de costume. Abri três fanfics diferente nas guias ao lado e notei que estava certa. Para ser honesta eu não consigo exatamente definir do que se trata, mas, provavelmente, é meia risca. 
Nunca fiquei tão confusa avaliando uma fanfic antes (risos). 
Outro ponto que gostaria de ressaltar é a ausência de  vírgulas para isolar o vocativo ( a quem o falante se dirige), o que é imprescindível. 
Tente também revisar o uso de vírgulas. Em alguns parágrafos falta. 
Nota: 2,0
Crítica Final (3,0)
Apesar de ter alguns pontos bem interessantes, num aspecto  global, seu enredo é clichê. Entretanto, eu adoro esse tipo de clichê. Gostei do fato dela ter um filho e ir morar na casa dele por causa do pai. Achei realmente bacana e diferente.
Por outro lado, a sua ortografia deixa muito a desejar o que prejudica sua fanfiction. Você não comete tantos erros. Maior parte deles é por falta de atenção. Só que os que comete, particularmente, me incomodam um pouco, por serem bobagens indispensáveis, como as listadas acima. 
Gosto da sua história e da personagem principal. Sua escrita é leve e compreensível. 
Tente apenas corrigir o que não está certo.
Você tem talento, precisa apenas lapidá-lo. 
Nota: 2,0
Nota final: 6,6

2 comentários:

Thalita Lyz Rodrigues disse...

Hey sweet!! Muuuito obrigada pela critica, vou atentar mais para meu português. Geralmente eu mando todos os capítulos para betagem, porém nessa fic eu estou escrevendo os capítulos tão rápido, tudo flui tão bem que eu posto e esqueço de mandar para correção <3

HeyLife disse...

Fico feliz que tenha gostado!