CF: Escarlate (Decody)

em sábado, 8 de outubro de 2016 |

Eu espero que tenha gostado da crítica, amora!
Caso eu esteja equivocada em algo que disse, não evite em dizer. Fanfictions que abordam esse tema não é meu forte, realmente. Então eu posso ter cometido erros. Portanto, fale mesmo!


Há quem diga que viver sem amor é impossível. Para Jacques, essa é a única maneira de se viver.
Na segunda metade do século XIX, a Londres vitoriana é aterrorizada por uma série de assassinatos brutais às prostitutas do distrito de Whitechapel. O responsável? Um mistério. A onda de selvageria na cidade grande coincide com a chegada do mais novo rapaz a integrar a nobreza londrina, ou melhor, a nova família.
Os Schmuels, pela primeira vez em séculos, estão morando juntos novamente. Mas as mágoas do passado os impedem de conviver naturalmente como irmãos. Contudo, a vida tediosa e mórbida dos vampiros sofre uma reviravolta quando Jacques conhece Scarlet em um baile aparentemente banal. 
Noiva de um Marquês por quem não sente nada além de repulsa, a jovem se prepara para um casamento infeliz, sem saber que, ao cruzar com o caminho de Jacques, seu destino até então traçado pelas mãos de outros está prestes a tomar um rumo completamente diferente. 
Resta-nos descobrir aonde isso vai dar. 

Classificação: 16+
Categorias: Originais 
Personagens: Personagem Original
Gêneros: Suspense, Tragédia
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Capítulos: 10 (57.496 palavras) | Terminada: Não 
Publicada: 22/05/2016 às 13:16 | Atualizada: 17/09/2016 às 20:29

Aparência (Capa + Sinopse): (3,0)
Capa(1,5):
A cartela de cores utilizada na sua capa é perfeita levando em conta o enredo da fanfiction. O preto representando a escuridão e o vermelho o sangue foi uma ótima forma de relacionar as duas coisas. Gostei muito do contraste entre o personagem principal e seu par romântico. Colocá-lo em preto e ela em branco foi uma maneira inteligente de evidenciar o choque entre o “bem” e o “mal”. Está realmente muito interessante.
Pessoalmente, a parte inferior, onde as frases de efeito apareceram, poderiam melhorar um pouco. Não que esteja ruim, mas tenho a impressão de que esse ponto chama mais atenção do que deveria. Mas isso realmente não é um defeito, já que trata de um gosto meu.
Nota:1,4

Sinopse(1,5):
Bem, sua sinopse é boa e fornece ao leitor todas as informações necessárias para que ele saiba do que sua fanfic se trata, contudo preciso dizer que ela não me atraiu muito. Ela não me provoca uma super vontade de ler a história. Está ok, mas é como se faltasse algo. 
Além disso, a última frase onde há um diálogo direto com leitor, ficou um pouco destoante do restante do trecho. Creio que ela poderia ser retirada.
Nota: 1,0
Nota aparência: 2,4
Ortografia(4,0): 
Sua ortografia é muito boa, assim como a escrita. Quase não tenho erros a apontar, exceto por uma pequena coisa. Como muitos outros autores de fanfictions, você peca nos diálogos ao utilizar meia-risca(–) ao invés de travessão(—), que seria o correto em caso de isolar pensamentos e ações que acontecem simultâneos as falas. Caso isso tenha soado confuso, veja o exemplo abaixo:
“— Eu não acredito! – uma estressada garota...” 
Note que você utilizou o travessão no início da fala, o que é extremamente adequado, mas logo depois você utilizou meia risca para isolar o termo, e isso se repete ao decorrer de todo capítulo. O correto seria utilizar travessão novamente. 
Nota: 3,7
Crítica Final (3,0)
Num aspecto global, sua fanfiction  tem um enredo bacana, sua escrita é boa, mas, particularmente, seus capítulos são muito extensos e cansativos. Eu li suas notas e entendo o porquê disso, só acredito que quando se tem capítulos que beiram seis mil palavras, fica mais fácil de perder a atenção do leitor no meio do texto.
Para ser completamente honesta, não é meu costume ler fanfictions com essa temática vampiresca, então para mim, sua história é muito original. Mas, por  ser uma fanfic que se passa a dois séculos, senti falta de um vocabulário mais rebuscado. 
Sabe quando  sua história me ganhou? Quando citou uma de minhas músicas favoritas no fim! Seu primeiro capítulo finalizou com categoria, e não só por causa de “Hozier”, mas porque a maneira como você o desenvolveu, foi fazendo com que ele crescesse aos poucos, finalizando numa cena muito bem escrita e arrebatadora.
Após ter lido três capítulos, posso dizer com confiança que seu enredo é muito mais interessante do que a sinopse mostra. Adorei o jeito sarcástico e frio de Jacques, a maneira como ele age e consegue suas presas. E, apesar de vampiros e romance ser uma combinação clássica, a sua história tem um diferencial que nem ao menos posso dizer ao certo o que é. Entretanto, com certeza é algo que prende o leitor. Talvez seja só pelo fato de seu protagonista ser apaixonante por si só.
Nota:2,8
Nota Final: 8,9

2 comentários:

Lua Monteiro disse...

Deus alguém me segura que a minha crítica chegou e eu não sou tão boa com críticas *cai no chão e não levanta mais*

Entendo seu ponto de vista perfeitamente e adorei o jeito profissional que analisou a história. Fiquei muito feliz no final quando você citou a música e disse que a história era mais interessante do que a sinopse mostrava. E protagonista apaixonante? Obrigada *-*

Particularmente, devo dizer que os capítulos não são apenas cansativos para os leitores, mas para mim também. Mas acho que não posso mais voltar atrás xD a história já está postada e acabou que o enredo se estendeu para mais capítulos do que eu esperava. Se eu encurtar, isso pode bagunçar as coisas xD mas eu entendo que possa espantar alguns leitores por causa disso. acho que perdi o foco quanto ao linguajar rebuscado, realmente.

Enfim, amei a crítica, muito obrigada!

HeyLife disse...

Fico feliz que tenha gostado!
Tentei fazer o mais rápido possível, mas realmente tive um pequeno problema no meio do caminho!
Mas que bom que no fim deu tudo certo!