CF: Maybe Other Day (Island)

em domingo, 23 de outubro de 2016 |

OUVI UM AMÉM?!
Mil desculpas pela demora, moça. Muita coisa aconteceu na minha vida nesses últimos dias e estive atolada de coisas, tanto acadêmicas quanto pessoais. Demorei um pouco mais, ainda, porque tentei atender a todas as suas exigências e, honestamente, não sei se consegui. Mesmo assim, agradeço pela preferência e paciência, e espero que goste da sua avaliação, foi um prazer fazê-la. E, antes de ler, lembre-se que nada do que eu disse aqui foi pra te ofender ou diminuir como escritora, okay? Caso se sinta ofendida, peço desculpas desde já.


Sinopse: Amar pode doer às vezes. E, às vezes, pode ficar difícil. Memórias são tudo o que resta, as vagas lembranças de sorrisos sinceros. Falsas expectativas de esperança, sonhos lúcidos distantes. Um amor de criança, ilusório, visto através do vidro. E, contudo, o amor pode remendar sua alma. Consertar os cacos quebrados, perdidos. Colar as pontas soltas, recobrar um sorriso a lábios outrora cinzentos. Basta apenas dizer as palavras em voz alta. Tomar coragem. Agarrar o abismo, ou deixar-se cair.

Classificação: +12
Categorias: Justin Bieber
Personagens: Justin Bieber, Personagens Originais.
Gêneros: Shoujo (Romântico)
 Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Capítulos: 1 (1.190 palavras) | Terminada: Sim.
Publicada: 16/07/2016 às 18:57 | Atualizada: 16/07/2016 às 18:58

Aparência (capa + sinopse): (3,0)
Capa:
Devo admitir que gosto bem mais dessa capa que a anterior. As fotos foram bem posicionadas e mescladas para mim, assim como suas cores que combinam entre si ficando harmonioso como um todo. Mesmo assim, devo dizer que alguns detalhes não me deixaram ficar completamente satisfeita com ela.
Primeiro: a foto do Justin — da esquerda pra direita — está com um coloring diferente das demais e isso a deixou um tanto estranha. O ideal é que os colorings estejam harmoniosos entre si, e isso não aconteceu. E sobre a outra imagem do mesmo: perceba que esse girassol está tomando grande parte de seu rosto, e esse posicionamento ficou meio... Não sei ao certo como explicar, mas não ficou legal, entende? Algo poderia ser melhorado nesse quesito.
Mas, fora isso, eu gostei do conjunto da obra. As fontes e styles estão bonitos e bem harmoniosos com o restante, tudo têm a visibilidade necessária, sem grandes extravagâncias.
Nota: 1,3

Sinopse:
Devo confessar que gosto muito da sua sinopse, de verdade. Diferente da anterior, ela faz toda uma dramatização, por assim dizer, em torno do enredo de uma forma leve e um tanto poética. É curta e objetiva na medida certa, e por se tratar de uma one eu realmente não senti ser tão necessária a menção do nome dos personagens, embora seja algo essencial. De todo modo, não foi algo que tenha prejudicado esse quesito para mim, uma vez que este foi o responsável pela instigação dos leitores. O único ponto negativo que encontrei em relação à ortografia:
✥ “... Amor de criança, ilusório, visto...” Sem necessidade da primeira vírgula.
Nota: 1,4
Nota de aparência: 2,7
 Ortografia: (4,0)
Nem preciso dizer que sua escrita evoluiu de forma satisfatória, não é mesmo? Não sei se pediu betagem ou não do capítulo, pois realmente faz algum tempo desde a última avaliação, mas, de todo modo, encontrei alguns errinhos durante a leitura e é meu dever te alertar sobre eles.
✥ “-Nando Reis” O ideal é que se use um travessão e que se dê uma distância mínima entre o mesmo e a primeira palavra.
✥ “Ah, bom, quer que eu...” Interjeição é acompanhada de exclamação, logo: “ah! Bom, quer que eu...”
✥ “Ele saia do meu lado...” Saía.
Fora isso, eu realmente não encontrei nada que tenha “pulado em minhas lentes”, e só posso te parabenizar por isso.
Nota: 3,7

Enredo/Crítica Final: (3,0)
Não tenho muito que dizer aqui, na verdade. Quando vi seu pedido na minha coluna e finalmente o iniciei, eu realmente pensei que tivesse mudado as coisas — o que não é uma total mentira —, mas foi algo tão vago e superficial, para mim, que eu realmente não consegui encontrar diferenças claras entre essa versão e a anterior. Algumas coisas foram alteradas e até ficaram claras para mim, é verdade, mas eu não senti claro o porquê dos sentimentos do Justin — como citei na avaliação anterior —, eu não consegui associar e assimilar os sentimentos dele de acordo com o passado. O lado dele, digo novamente, poderia ter sido mais “revelador” por assim dizer. E não estou dizendo pra fazer um capítulo enorme com inúmeros pontos de vistas diferentes, não. Estou pedindo apenas para que se foque um pouco mais no Justin e no que você dá a entender que ele sente, pois, diferente do que muitos podem pensar da sua fanfic, a Alicia não é exatamente a principal. Tudo gira em torno do Justin, dos sentimentos e atitudes que ele pretende tomar. Achei injusto a narração ser mais focada nela do que nele já que, aparentemente, o foco sempre foi ele. Fora isso, devo dizer que gostei do modo como articulou novamente os acontecimentos, como disse antes, algumas coisas realmente ficaram mais claras e compreensivas.
Nota: 2,0
 Nota Final: 8,4
E, antes que eu me esqueça, obrigada pela paciência e preferência *coração flechado*
XOXO’

Nenhum comentário: