CF: Doce Flor do Campo (Máh Black)

em sábado, 5 de novembro de 2016 |


Da cidade que não dorme para o campo. Uma grande mudança para a vida de um adolescente. Um garoto mimado, preso às drogas e bebidas alcoólicas.
Harry tinha uma vida boa com namorada, vários amigos, popularidade, festas, dinheiro... Até que é mandado para o interior do Alabama morar com seus avós, o que até então achou que seria uma tortura.
Tudo o que ele pensava que tinha não passava-se de ilusão; sem amigos, sem namorada, sem nada... Ele não tinha nada a não ser a doce garota da fazenda vizinha, sua doce flor do campo.

Aparência (Capa + Sinopse): 3,0
 Capa (1,5)
Eu sou apaixonada pela simplicidade! Acredito que ela seja um grande trunfo, afinal menos é — quase sempre — mais.  Entretanto, é importante saber dosar a quantidade para que não fique simples demais. Eu realmente gostei da sua capa, mas temo que falte algo ali que me faça bater os olhos e logo querer ler a fanfic.
Não entendo muito sobre esse site onde posta sua estória, mas acredito que essas não são as melhores dimensões para uma capa. Na realidade a sua é a primeira que vejo vertical. Corrija-me se eu estiver errada, ok?
Nota: 0,8

Sinopse (1,5)
De fato gostei muito da sua sinopse! Ela foi bem escrita e fornece ao leitor as informações necessárias para que ele saiba do que se trata a estória. O tamanho é ideal; não é cansativa ou sucinta demais. Só que, há um pequeno detalhe que não posso deixar de comentar: a falta de um ar de mistério. Esse será responsável por despertar no leitor a curiosidade e fazê-lo querer ler sua fanfiction. Esse é o único adendo que tenho a fazer. Gostei mesmo!
Nota: 1,2
Aparência: 2,0
Ortografia (4,0)

“... que saia pelos fones em seu ouvido.”
“... que saía pelos fones em seu ouvido.”

“... sua irmã gêmea, Hilary - que estava indo…”
“... sua irmã gêmea, Hilary — que estava indo…”

“E como nos filmes clichês. Harry estava sendo…”
“E como nos filmes clichês, Harry estava sendo…”

“Um dos motivos para sua mãe manda-lo para…”
“Um dos motivos para sua mãe mandá-lo para…”

“... foram drogas, bebidas e festas que o fazia sair…”
“... foram drogas, bebidas e festas que o faziam sair…”

“Sempre saia escondido para festas que ostentava variedades de bebidas alcoólicas.”
“Sempre saía escondido para festas que ostentavam variedades de bebidas alcoólicas.”

“Adorava esse tipo de festas …”
“Adorava esse tipo de festa …”

“Apesar de receber muitos olhares femininos. Harry tinha…”
“Apesar de receber muitos olhares femininos, Harry tinha…”

“— Que? - sua voz saiu rouca.”
“— Quê? — sua voz saiu rouca.”

“… para janela em quanto eles passando por um portão grande de madeira onde era a entrada da fazenda.”
“… para janela enquanto eles passavam por um portão grande de madeira onde era a entrada da fazenda.”

“… guardando no bolso da calça junto o celular...”
“… guardando no bolso da calça junto ao celular...”
“… guardando no bolso da calça junto com o celular...”

“... saindo do veiculo contra a sua vontade.”
“... saindo do veículo contra a sua vontade.”

“... o ar puro do campo o qual não era acostumado.”
“... o ar puro do campo com o qual não era acostumado.”

“… respondeu seco com o estomago embrulhado...”
“… respondeu seco com o estômago embrulhado...”


“… vendo o mal humor do neto…”
“… vendo o mau humor do neto…”

“... porem não tinha onde descarrega-las.”
“... porém não tinha onde descarrega-las.”

“— Tá. - disse sem se importa.”
“— Tá — disse sem se importar.”


“Ele havia acabado do chegar…”
“Ele havia acabado de chegar…”

“Se olhou no espelho passando a mãos em seus cabelos.”
“Se olhou no espelho passando as mãos em seus cabelos.”

“... ter sinal, porem, nada.”
“... ter sinal, porém, nada.”

“Se sentou em numa cadeiras…”
“Se sentou em uma cadeira…”

“... mordida e sentou-se a mesa.”
“... mordida e sentou-se à mesa.”

“- Pode ser”. Um filé de picanha. - Harry deu de ombros e Bruce riu do garoto. - O que?
“— Pode ser. Um filé de picanha. —  Harry deu de ombros e Bruce riu do garoto. — O quê? “

“— Acha que as carnes vem de onde?”
“— Acha que as carnes vêm de onde?”

“— Agora sei por que minha mãe é vegetariana.”
“— Agora sei porque minha mãe é vegetariana.”


Bom, listei alguns pequenos errinhos que encontrei no decorrer do primeiro capítulo da fanfic. Não listei todos do primeiro, ou dos outros dois capítulos que li para que não ficasse muito longa a crítica, mas escrevi alguns tópicos que talvez possam ser úteis para fanfics futuras, ou caso queira corrigir essa:

◘ O travessão deve ser utilizado tanto no início de falas quanto para isolar termos no decorrer do texto;

Ex: “— Tá — disse sem se importar.”

◘ Lembre-se sempre de acentuar as palavras. Em alguns casos ele mudará o sentido dela;

◘ Aconselho que leia um pouco sobre concordância verbal. Encontrei alguns equívocos na utilização dessa regra.

◘Tome cuidado com a pontuação! Em alguns casos você utilizou ponto final deixando a frase incompleta.

◘ Utilize mais exclamação. Senti falta, principalmente nos diálogos, dessa pontuação. Ela faz com que o leitor note melhor a entonação utilizada pela personagem. Se o falante está xingando, por exemplo, dá mais “força” a fala;

◘ Procure ler um pouco mais sobre a utilização das preposições. Há, em algumas partes, utilizações incorretas delas;

◘ Tente utilizar mais sinônimos para evitar repetição de algumas palavras.

◘ Utilização dos porquês:

        ►Por que:  Inicio e meio de perguntas;
                                      Quando puder ser substituído por pelo qual e derivados (pela qual, pelos quais e pelas quais).  
        ►Porque: Reposta e explicações.
        ►Por quê: Em perguntas sozinho;
                        No fim de perguntas.
        ►Porquê : Quando for substantivo — estiver acompanhado por artigo.

◘ Sempre acentuar palavras como vem, tem, contêm,  quando tratar-se de plura.

◘ Sempre acentuar o “Que” quando estiver no fim de frases.
 Nota: 2,0
Crítica Final (3,0)
Num aspecto global gostei bastante da sua estória. Não sou de ler fanfictions originais, todavia a sua é mesmo muito boa. Adorei a estória, lembrou-me filmes de sessão da tarde que eu assistia com minhas irmãs quando menor. Não tem um enredo super original em mãos, mas você sabe o trabalhar muito bem e torna tudo bastante interessante. E, apesar de todos os errinhos ortográficos e gramaticais, você realmente escreve bem. Precisa apenas do acompanhamento de uma beta, como sempre digo. Entre em contato com uma e terá uma história ainda melhor do que já tem. Parabéns pelo talento!
 Nota: 2,8
Nota Final: 6,8

2 comentários:

Maary disse...

Obrigada pelos elogios kk <3 O próprio Nyah (onde eu posto) formata os travessões assim.
Gosto de capas verticais quando a fic é original ^^ Beijos

HeyLife disse...

Imagina. Você mereceu todos. Eu li sua fanfiction até o capítulo postado. Parabéns pela estória!