CF: Liberta-me (Elizabeth Charpentier)

em segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017 |

Aqui está sua crítica, amora!
Amei fazê-la. Espero que goste tanto quanto eu.

Lembrando que nada dito aqui tem como objetivo atingir o autor negativamente. 

Obrigada pela preferência!


Todos acreditam que Deus é um ser bondoso e onipresente. Acreditam que Ele é sábio, respeitoso e igualitário. Porém, apenas aqueles que convivem diretamente em sua sociedade, de seu sistema, sabem exatamente a forma como Ele age. E é totalmente diferente daquela que se acredita. 
Nyssa, uma jovem órfã, sem qualquer memória de sua vida antes do orfanato, está ligada ao mundo sobrenatural de uma forma que ela não poderia imaginar. Salva pelos Winchesters em sua pré-adolescência, ela apenas tem o desejo de se tornar parte deste mundo, do mundo das caçadas. Porém, ela não sabia que seu destino já estava traçado, de que ela é toda a esperança de Anjos e Demônios contra a sociedade de Deus. Ela não poderia imaginar que estava a caminho de algo muito maior do que as caçadas. Que estava a caminho de se tornar um dos seres mais poderosos que já pisou em todas as terras.

Aparência (capa + Sinopse): 3,0

Capa (1,5)
Sua capa está simples, mas bem interessante. Só que, particularmente, me parece que o formato não é o mais adequado considerando que se trata do Nyah. Capas horizontais são as mais indicadas para esse site e para o Social Spirit também. As verticais são geralmente destinadas para o wattpad.
Sobre o design em si, não há muito a falar. Como já comentei está bem simples. Apenas uma imagem com pouca textura, mas mesmo assim, muito agradável a vista. A única coisa de que sinto falta é a assinatura do dono do design, mas isso provavelmente se dá por ser de sua própria autoria. O restante está bacana. .
Nota: 1,2

Sinopse (1,5 )
“Porém, apenas aqueles que convivem diretamente em sua sociedade, de seu sistema, sabem exatamente a forma como Ele age.”

Pode ser um equívoco meu, mas não consigo encontrar o verbo que pede a preposição de.
Acredito que, referindo-se ao verbo conviver, o mais adequado seria com ou em. Dependerá exatamente do que quis passar com a frase. 
Caso o trecho refira-se ao verbo saber, é correto utilizar a preposição de, mas a frase completa soa um pouco estranha.

Sua sinopse está interessante. Me revela detalhes suficientes para eu saber do que se trata a história e me faz ter vontade de lê-la. Vou para sua fanfic cheia de expectativas levantadas agora, o que é muito bom.
Todavia, senti um pequeno problema relacionado a sua escrita. Você tende a repetir pronomes mais do que o suficiente. Devo ter lido “ela” cerca de cinco vezes em um mesmo parágrafo e, além disso, duas num mesmo período. Isso pesa na hora de ler. Deixa seu texto cansativo. Sugiro que seja mais cuidadosa e abuse de sinônimos ou omita em alguns casos.
Nota: 1,0
Aparência: 2,2

Ortografia (4,0)
Sua ortografia é praticamente impecável. Sua escrita é extremamente agradável, seu vocabulário a torna leve. Mas, obviamente há um detalhezinho a comentar. Novamente, senti que algumas palavrinhas, repetidas no prólogo. entretanto não de maneira exorbitante. Nada que deixasse o texto com uma sonoridade ruim.
Enfim, realmente não há comentário a se fazer sobre sua ortografia, apenas parabéns.
Nota: 3,9

Crítica Final (3,0)
Bom, como de costume li três capítulos da sua fanfic para poder avalia-la e tenho que te parabenizar. Seu enredo me parece muito interessante e bem desenvolvido. Obviamente que eu não cheguei a o ápice da história com os Anjos e Demônios, mas a maneira como progride com a história torna a leitura deleitosa. 
Obviamente, não sendo uma conhecedora de Supernatural não posso dizer que seu enredo é hiper original. para ser sincera, é a primeira fanfiction da categoria que leio. Mas mesmo que seja o maior clichê de todos, sua escrita realmente compensaria. 
Sobre as personagens, sei pouco sobre ela para elaborar um super comentário, mas não são tediosas ou maçantes, o que é ótimo. 
Em suma, eu gostei muito da sua fanfiction, de verdade. Meus parabéns. 
Nota: 3,0

Nota Final: 9,1

Nenhum comentário: